terça-feira, 16 de setembro de 2014

QUARTA FEIRA DIA 17- Motorista morre atropelada por ônibus escolar ao salvar menina nos EUA

 NOTICIAS PARA QUARTA FEIRA DIA                                   17/09/14                  
                        

VAMOS RIR UM POUQUINHO ANTES DA LEITURA.


  1. Ivo Holanda na Pegadinha Corno e Viado 11/03/2012 ...

    www.youtube.com/watch?v=Bv8feiJJcho
    12/03/2012 - Carregado por Matheus Aguiar
    Ivo Holanda na Pegadinha Corno e Viado 11/03/2012 ProgramaSílvio Santos. Matheus Aguiar ... a melhor pegadinha que o ivo holanda fez.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


16/09/2014 19h02 - Atualizado em 16/09/2014 19h02

Motorista morre atropelada por ônibus escolar ao salvar menina nos EUA

Laura Zborowski foi atingida após tirar criança de 10 anos da rota do ônibus.
Acidente aconteceu durante exercício para evacuação de emergência.

Mochilas dos alunos são retiradas de ônibus escolar após o acidente que matou a motorista Laura Zborowski em Akron, Ohio (Foto: AP Photo/Akron Beacon Journal, Ed Suba Jr)Mochilas dos alunos são retiradas de ônibus escolar após o acidente que matou a motorista Laura Zborowski em Akron, Ohio (Foto: AP Photo/Akron Beacon Journal, Ed Suba Jr)
Uma motorista de ônibus em Ohio está sendo considerada uma heroína após morrer atropelada ao retirar uma criança da rota de um ônibus na manhã desta terça-feira (16).

“Ela sacrificou a própria vida para salvar a vida dessa menina de dez anos”, disse o tenente Rick Edwards, da polícia de Akron.

A motorista foi identificada como Laura Zborowski, de 51 anos.

Edwards disse que o ônibus estava estacionado ao lado da Middlebury Academy, em Akron, em Zborowski pediu aos estudantes que efetuassem exercícios de evacuação de rotina. Cerca de 40 alunos, do jardim de infância à oitava série, primeiro saíram do veículo pela porta dianteira e se organizaram em fila, conforme as instruções. Eles então voltaram ao ônibus e usaram a saída de emergência dos fundos.

A menina de dez anos, última a sair, estava subindo a parte traseira do ônibus quando o veículo começou a rolar para trás, contou o policial. Zborowski atirou a garota no gramado e então o ônibus a atropelou.

“Não acho que ela teve tempo de reagir”, disse Edwards. O ônibus só parou ao atingir uma árvore, explicou.

Zborowski trabalhava para uma empresa particular de ônibus com sede em Cincinnati, a Petermann, subsidiária da National Express Corp. Ela foi declarada morta no hospital, cerca de duas horas após o acidente, que aconteceu às 8h10 da manhã.

A Middlebury Academy e a secretaria de educação de Akron enviaram conselheiros para a escola. “Nosso foco é nos certificarmos que as crianças se sintam seguras e oferecer todos os recursos que pudermos para a escola imediatamente”, disse o diretor da escola, Joe Palmer.

Edwards disse que a Polícia Rodoviária estadual irá examinar o ônibus para determinar o que fez com que ele rolasse para trás. A porta voz da National Express, Molly Hart, disse que a companhia está cooperando com as autoridades locais e conduzindo sua própria investigação.

O site da Petermann informa que a companhia transporta 50 mil estudantes em Ohio diariamente.
Da AP

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


16/09/2014 19h12 - Atualizado em 16/09/2014 19h40

Homem quebra perna ao tentar fugir da polícia e acaba preso em Rio Preto


Polícia tinha mandado de busca e apreensão para a casa do homem. Quando ouviu a polícia, ele tentou fugir pulando pela casa de vizinhos.
G1.GLOBO.COM
G1 ARAÇATUBA
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

16/09/2014 19h13 - Atualizado em 16/09/2014 19h18

Após crimes, policiamento será reforçado na fronteira do Acre

Policiais civis, militares e Bombeiros são treinados em Cruzeiro do Sul.
No último mês, quatro pessoas foram mortas e duas alvejadas.

Policiais são capacitados para atuarem na área fronteiriça (Foto: Vanísia Nery/ G1)Policiais são capacitados para atuarem na área fronteiriça (Foto: Vanísia Nery/ G1)
A fronteira do Acre com o Peru, em Cruzeiro do Sul, vai ganhar reforço das polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros. Nos últimos meses vários crimes ocorreram na região. Um homem foi morto no Ramal do Havaí, em Cruzeiro do Sul, área de fronteira com o Peru, conhecida por ser rota do tráfico. Duas semanas depois, dois peruanos foram alvejados na mesma localidade e quatro indígenas peruanos foram mortos também na fronteira do município de Marechal Thaumaturgo (AC) com o Peru.
Os 40 profissionais que atuarão na região estão passando por um treinamento em Cruzeiro do Sul, por meio do programa de Estratégia Nacional de Segurança Pública na Fronteira (Enafron). A aula inaugural ocorreu nesta terça-feira (16) no auditório da Escola Dom Henrique Ruth, em Cruzeiro do Sul.
As instruções iniciaram no dia 10 e se estendem até dia 26. Durante esses dias, serão repassadas técnicas de investigação, interrogatório, abordagem à pessoas e veículos, crimes fronteiriços e atuação direta das polícias para trabalhar de forma precisa na fronteira.
“Temos uma vasta fronteira e hoje trabalha-se de forma integrada, Polícia Federal, Civil, Rodoviária Federal, ou seja, todos os órgãos componentes da Segurança Pública, trabalhando na preservação da vida, no combate ao crime organizado fronteiriço. Esse curso vai trazer uma qualidade para o serviço prestado em Cruzeiro do Sul”, explicou o delegado Fabrizzio Sobreira, da delegacia de Combate ao Crime Organizado.
De acordo com o comandante da Polícia Militar na região do Juruá, coronel Aires Silva, é necessária a atuação conjunta das polícias de forma intensa nessas localidades.
“São crimes que realmente impactam a sociedade e a Segurança Pública. A gente pretende trabalhar de forma integrada, ganhando conhecimento para, de forma mais eficaz e eficiente, fazer frente a esses crimes para que eles não se aflorem na região. Evidentemente que a questão dos peruanos nos traz preocupação, pois nós sabemos que existe uma ligação de peruanos e brasileiros atuando na área e a gente luta a todo momento para que o crime não se fortaleça”, relatou.
Secretário de Segurança Pública garante união de polícias para combate ao crime na fronteira (Foto: Vanísia Nery/ G1)Secretário de Segurança Pública garante união de
polícias para combate ao crime na fronteira
(Foto: Vanísia Nery/ G1)
O secretário de Segurança Pública do estado do Acre, Ildo Reni Graebner, esteve presente na aula inaugural e garantiu que as forças civis e militares atuarão em conjunto nas áreas de fronteira.
“Esse é um projeto do Ministério da Justiça, em parceria com o governo do estado. Estão sendo planejadas ações em conjunto de forma integrada para atuação na fronteira, todos os órgão têm responsabilidade com a segurança das fronteiras, tanto da união como do estado”, disse o secretário de segurança pública.
O Enafron é implantado em 27% do território brasileiro, atuando em 11 estados que fazem fronteira com 10 países. Em todo o Acre, serão formados 120 homens para atuarem na área de fronteira combatendo o tráfico ilícito de entorpecentes, tráfico internacional de armas de fogo, munições e explosivos,contrabando, pirataria e descaminho, evasão de divisas,exportação ilegal de veículos, imigração ilegal de estrangeiros pela fronteira, tráfico de pessoas, crimes ambientais e desmatamento ilegal.
Do G1 AC

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

Reintegração tem ônibus queimado, presos 

e feridos





@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


16/09/2014 21h42 - Atualizado em 16/09/2014 21h58
  1. Empresário desaparecido é achado morto com marcas de tiro em poço

    Marcio Dias, 35, foi visto pela última vez há uma semana em Cosmópolis.
    Corpo já em decomposição estava em meio a lama e debaixo de entulho.

    Marcio Antonio Dias está desaparecido desde terça (9) em Cosmópolis (Foto: Reprodução/Facebook)Marcio Antonio Dias foi visto pela última vez no dia 9 em Cosmópolis (Foto: Reprodução/Facebook)
    A Polícia Civil localizou por volta das 16h desta terça-feira (16) o corpo do empresário Marcio Antonio Dias, de 35 anos, de Cosmópolis (SP), desaparecido há uma semana. O cadáver, já em decomposição, estava em um poço de cerca de 30 metros de profundidade em um sítio abandonado no bairro Nova Campinas, em Cosmópolis. O trabalho de remoção demorou duas horas e utilizou uma retroescavadeira para abrir espaço na vegetação que tomava conta do lugar. Havia marcas de tiros no corpo, além de lama e entulho despejado no poço.
    Segundo a Polícia Civil, o empresário foi identificado em razão de uma tatuagem com desenho de tigre que tinha nas costas. Dias era dono de uma revenda de veículos e foi visto pela última vez no dia 9 quando foi entregar um carro a um cliente. Os policiais investigavam um caso de roubo a residência registrado naquela região da cidade quando foram atraídos pelo mau-cheiro exalado do poço, que está desativado e tinha marcas de sangue ao redor.
    O corpo foi encaminhado para exames no Instituto Médico Legal (IML) de Limeira (SP). A Guarda Municipal de Cosmópolis e o Corpo de Bombeiros de Paulínia (SP) ajudaram na remoção.
    Em entrevista à EPTV no dia do desaparecimento, o pai do empresário, o pastor evangélico Antonio Ferreira Dias, de 62 anos, disse que não sabia para quem o filho entregaria o carro. "Ele é um filho muito bom, estava sempre comigo, ligava para conversar com a mãe dele, mas infelizmente a gente não sabe quem estava convivendo com ele e que tipo de negociação ele foi fazer", afirmou na ocasião. O caso nem chegou a ser investigado como sequestro, uma vez que não houve pedido de resgate.
  2. Do G1 Piracicaba e Região
  3. @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
  4. 16/09/2014 19h25 - Atualizado em 16/09/2014 21h31

    Hospital simula chegada de paciente com suspeita de ebola em São Paulo

    Tempo entre aeroporto internacional e Emílio Ribas foi de 22 minutos.
    Teste para confirmar diagnóstico de ebola é feito no Pará e leva 3 semanas.

    Simulação para caso suspeito de ebola é realizado em São Paulo  (Foto: Mariana Lenharo/G1)Simulação para caso suspeito de ebola é realizado em São Paulo: profissionais chegam com "paciente" ao instituto de Infectologia Emílio Ribas (Foto: Mariana Lenharo/G1)
    A equipe do Instituto de Infectologia Emílio Ribas fez, na tarde desta terça-feira (16), uma simulação de como seria receber um paciente com suspeita de ebola que chegasse a São Paulo pelo Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.
    O objetivo foi treinar os profissionais envolvidos e cronometrar o tempo da operação. O trajeto do aeroporto até a instituição, que fica na zona oeste da capital, foi feito em 22 minutos, o que correspondeu às expectativas, de acordo com o secretário de Saúde do estado de São Paulo, David Uip. O Emílio Ribas é a instituição de referência para atendimento de possíveis casos de ebola no estado, o que significa que todo caso suspeito identificado em São Paulo deve ser encaminhado para lá.
    A recepção do paciente com suspeita de ebola deve ser feita pelo Grupo de Resgate a Urgência e Emergências (GRAU), equipe composta por bombeiros, médicos e enfermeiros. Na simulação desta tarde, o grupo transportou o "paciente" dentro de uma maca bolha, que isola a vítima dentro de uma redoma de plástico. O trajeto do aeroporto até o instituto foi feito por uma unidade avançada de resgate.
    V2 - Entenda o ebola e suas consequências (Foto: G1)
    Chegando à instituição, o paciente foi levado até um leito de isolamento na UTI do hospital. Trata-se de um quarto com pressão negativa, o que significa que o ar que circula nesses quartos é tratado antes de sair. Ao todo, há 17 leitos de isolamento na instituição. Os profissionais do GRAU também usaram trajes especiais, que impedem a contato com os fluidos corporais do paciente, responsáveis pela transmissão da doença.
    Para Uip,é "pouco provável" que casos de ebola cheguem ao país. "Podem existir casos de expatriados brasileiros que trabalhem no exterior e eventualmente possam se contaminar e vir principalmente para o estado de São Paulo. A despeito de a possibilidade ser remota, ela existe e para isso estamos absolutamente preparados", disse o secretário em coletiva de imprensa após a simulação.
    Teste pode levar até três semanas
    O teste para confirmar o diagnóstico de ebola, chamado PCR, pode levar até três semanas para ficar pronto, de acordo com o médico Luiz Carlos Pereira Júnior, diretor do Emílio Ribas. No Brasil, o Instituto Evandro Chagas, em Belém, é o único habilitado para receber as amostras de sangue dos pacientes e inativar o vírus. Depois desse procedimento, a amostra ainda é enviada para os Estados Unidos, para os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).
    "Há uma exigência na hora de se manipular um vírus como o ebola de um nível de isolamento que chamamos de "classe 4". A manipulação do vírus tem que ser feita em um laboratório apropriado, por isso o diagnostico de PCR pode ser feito em Belém", diz Pereira Júnior.
    Segundo o secretário David Uip, esse longo período até o diagnóstico não retardaria o tratamento. "O diagnóstico de certeza é secundário ao diagnóstico presumido, que se faz associando a origem do paciente e as manifestações clínicas e exames laboratoriais inespecíficos. Com esse conjunto, você presume e trata como se fosse ebola", diz. Ele acrescenta que como não existe um medicamento específico para ebola, o que é importante no tratamento é o suporte à vida.
    Epidemia
    Nesta terça, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a epidemia de ebola é uma crise “sem paralelos em tempos modernos” e afirmou que é necessário US$ 1 bilhão ou mais para conter a crise que atinge a África Ocidental.
    Segundo a agência das Nações Unidas, 2.461 pessoas morreram pela doença e há 4.985 contaminados.
    De acordo com Bruce Aylward, da OMS, a expectativa inicial é que 20 mil pessoas sejam atingidas pela doença se ocorrer uma resposta rápida para isso. "Essa crise de saúde que estamos enfrentando é incomparável", afirmou.
    Simulação foi realizada no Instituto de Infectologia Emilio Ribas, em São Paulo (Foto: Mariana Lenharo/G1)Equipe encaminha "paciente", dentro de maca bolha, para o elevador do instituto (Foto: Mariana Lenharo/G1)
    Simulação foi realizada no Instituto de Infectologia Emilio Ribas, em São Paulo (Foto: Mariana Lenharo/G1)Equipe chega com "paciente" à UTI do Instituto Emílio Ribas (Foto: Mariana Lenharo/G1)
    Simulação foi realizada no Instituto de Infectologia Emilio Ribas, em São Paulo (Foto: Mariana Lenharo/G1)Já no leito de isolamento na UTI do Emílio Ribas, profissionais retiram "paciente" da maca bolha (Foto: Mariana Lenharo/G1)
  5. Mariana LenharoDo G1, em São Paulo
  6. @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

  7. 16/09/2014 20h39 - Atualizado em 16/09/2014 21h10

    Ladrão se passa por entregador de pizza e invade condomínio

    Outros criminosos renderam os vigias; uma casa foi assaltada.
    Crime aconteceu nesta terça-feira (16), em Sorocaba (SP).

    Ainda conforme a polícia, outros seis ladrões renderam um segundo vigia e entraram no local. Os suspeitos foram até uma casa e fizeram duas pessoas reféns. Eles levaram joias, dinheiro e fugiram em um carro da família. O veículo foi encontrado no bairro campolim. Ninguém foi preso.
  8. Um condomínio fechado foi assaltado em Sorocaba (SP) nesta terça-feira (16). Segundo a polícia, um ladrão se passou por entregador de pizza e rendeu o porteiro do condomínio, que fica na avenida São Paulo.
  9. Do G1 Sorocaba e Jundiaí
  10. @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
  11. 20:14
    SOROCABA E JUNDIAÍ

    Ladrão armado rende funcionária durante assalto em Sorocaba

    Câmeras flagraram ação do criminoso em loja de informática; veja vídeo. Rapaz fugiu no carro do proprietário com quase R$ 300.
  12. @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
  13. 19:54
    SÃO PAULO

    'Não houve exagero' da PM, diz secretário sobre reintegração em SP

    Para Grella, corporação reagiu a 'reação violenta por parte dos sem-teto'. Tumulto ocorreu durante remoção de famílias de hotel ocupado no Centro.
  14. @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
  15. 16/09/2014 19h45 - Atualizado em 16/09/2014 19h45

    Guardas apreendem irmãos vendendo drogas em Sorocaba

    Dupla foi encontrada na Zona Norte após denúncias anônimas.
    Eles estavam com mais de 600 porções e R$ 517 em dinheiro.

    Irmãos confessaram que vendiam drogas a mais de um ano (Foto: Divulgação/Guarda Civil Municipal)Irmãos confessaram que vendiam drogas a mais
    de um ano (Foto: Divulgação/GCM)
    A Guarda Civil Municipal de Sorocaba (SP) deteve dois irmãos, um de 18 e outro de 16 anos, com mais de 600 porções de drogas.  Eles foram detidos na madrugada desta terça-feira (16), no Parque Paineiras, Zona Norte da cidade.
    Segundo informações da GCM, os irmãos foram flagrados, após denúncias anônimas. Além das drogas, eles estavam com R$ 517.
    Durante a abordagem dos guardas, um dos jovens tentou fugir, mas ambos foram detidos. Parte da droga e do dinheiro estavam com a dupla, o restante foi apreendido na casa dos pais dos jovens.
    A ocorrência foi registrada e os irmãos confessaram que vendiam entorpecentes a mais de um ano. O jovem de 18 anos foi levado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade e o adolescente foi autuado e liberado após o pai assinar um termo de compromisso.
  16. Do G1 Sorocaba e Jundiaí
  17. @@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@