quarta-feira, 29 de julho de 2015

MATÉRIA PARA ESTÁ QUINTA FEIRA DIA 30- São Sebastião interdita 12 imóveis após pedra atingir casa vizinha à obra








            Apoiador da pagina

 

 
          

KING MANUTENÇÕES PRAÇA DO 

SAPO NO MINI CHOPING.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

VAMOS IR UM POUQUINHO ANTES DA LEITURA.


PEGADINHA CARRO FORTE - YouTube

www.youtube.com/watch?v=J6mzYvd5WxM
16/11/2012 - Carregado por REPÓRTER FAVELA
PEGADINHA CARRO FORTE. REPÓRTER FAVELA ...Roubando caixa eletrônico em 60 segundos! - Duration: 1:15. by Luiz Paulo Mariath  .

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


29/07/2015 19h52 - Atualizado em 29/07/2015 19h53

São Sebastião interdita 12 imóveis após pedra atingir casa vizinha à obra

Obra do contorno sul foi embargada pela Defesa Civil após acidente. 
Moradores pedem indenização da empresa para deixar local.

Do G1 Vale do Paraíba e Região

  •  
Pedra atingiu casa em São Sebastião (Foto: Márcia Moura dos Santos / Vanguarda Repórter)Pedra atingiu casa em São Sebastião
(Foto: Márcia Moura dos Santos / Vanguarda
Repórter)
A Defesa Civil interditou mais 12 casas no Morro do Abrigo, em São Sebastião, na tarde desta quarta-feira (29). A decisão aconteceu depois que uma pedra uma tonelada atingiu uma residência vizinha ao canteiro de obras do Contorno Sul nesta terça (28). O obra foi paralisada.
A pedra invadiu o imóvel e deixou três pessoas  feridas. Elas foram levadas com hematomas para o Pronto Socorro e passam bem. A casa da família foi a primeira a ser interditada, depois do acidente.
O Contorno Sul deve ligar São Sebastião até o trecho de serra da rodovia dos Tamoios (SP-99). A obra é feita pela construtora Queiroz Galvão e, segundo os moradores, há explosões diariamente no canteiro de obras.  Eles consideram o local inseguro.
Retomada
De acordo com a prefeitura, a obra só será liberada após a Dersa e a empresa Queiroz Galvão removerem as 13 famílias, com cerca de 65 pessoas, que estão em área  considerada de risco.
Segundo a representante dos moradores, Márcia Moura dos Santos, a construtora ofereceu às famílias o aluguel de casas onde elas deverão permanecer até o final da obra, mas eles querem também uma indenização.
“A obra deve durar dois anos e não queremos abandonar nossas casas. Neste tempo, elas podem ser invadidas e até condenadas permanentemente. Um advogado que representa os moradores negociará com a empresa também uma indenização”, disse a moradora.
Além disso, para retomada da construção, a prefeitura solicitou à empresa um laudo sobre a causa do acidente e um plano de segurança. A Dersa e a Queiroz Galvão foram notificadas sobre o embargo e a necessidade da apresentação de laudos e documentos.
Empreiteira
A  Queiroz Galvão informou, por meio de nota, que está oferecendo à família vítima do acidente o apoio médico, psicológico e social necessário pelo tempo que for necessário. A construtora afirma que vai reparar os danos materiais com uma reforma total da residência da família. Durante a reforma, a empresa vai arcar com o aluguel de um imóvel na cidade.
Sobre a interrupção das atividades no local, a empresa informou que começaram os trabalhos de verificação das causas da ocorrência com objetivo de adotar todas as providências para minimizar os riscos de reincidência.
Sobre a interdição das outras 12 casas, na tarde desta quarta, o G1 aguardava retorno da Queiroz Galvão até a publicação desta reportagem.



@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

29/07/2015 11h19 - Atualizado em 29/07/2015 18h21

Homem morre após ser agredido com pedradas em Taubaté, SP

Ele chegou a ser socorrido, mas morreu horas depois no hospital.
Vítima tinha 39 anos e era dependente químico, informou a polícia.


Do G1 Vale do Paraíba e Região


Homem morre após ser agredido com pedradas em Taubaté, SP (Foto: Arquivo Pessoal/ Rauston Naves)Vítima foi agredida com pedradas por suspeito.
(Foto: Arquivo Pessoal/ Rauston Naves)
Um homem de 39 anos morreu após ser agredido com pedradas na manhã desta quarta-feira (29) no bairro Esplanada Santa Terezinha, em Taubaté. A vítima apedrejada foi encontrada por volta das 7h, foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Civil informou que a vítima  foi encontrada em uma área de mata do bairro. "A princípio, tratamos o apedrejamento como suspeita de desentendimento entre usuários de drogas”, disse o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Taubaté, Horácio Campos.
A vítima era um morador de rua de São José dos Campos, dependente químico e com passagem anterior pela polícia por furto e roubo.

Após a agressão, o homem foi levado ao Hospital Regional de Taubaté com vários ferimentos, mas acabou morrendo por volta das 11h. O corpo será encaminhado ao Instituto Médico Legal.  Ninguém foi preso e a polícia vai instaurar um inquérito para identificar os agressores.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

29 de Julho de 2015 - 14:03

Após queda de roubos, furtos de veículos desafiam a polícia

Carcaças abandonadas de veículos na zona sul de São José dos Campos. Foto: Alan Collet
Carcaças abandonadas de veículos na zona sul de São José dos Campos. Foto: Alan Collet
Ocorrências registradas nos DPs de São José dos Campos superam a média de crescimento da RMVale no 1o semestre
Michelle MendesSão José dos Campos O VALE
Após conseguir uma redução nos casos de roubo de veículos, as polícias Militar e Civil trabalham com um novo desafio em São José dos Campos: reduzir os furtos de veículos, que cresceram no primeiro semestre.
De acordo com dados da SSP (Secretaria de Segurança Pública) divulgados na última segunda, foram contabilizados na cidade até junho 447 ocorrências de roubos de veículos contra 646 no mesmo período do ano passado (queda de 30,8%).
Os furtos somaram 939, contra 893 (alta de 5,15%).
A redução nos casos de roubos de veículos em São José está abaixo da média da RMVale.
Foram 992 ocorrências nos primeiros seis meses deste ano na região contra 1.499 no primeiro semestre de 2014 (queda de 33,82%).
Já as ocorrências de furto de veículos no município superaram a média regional. Entre janeiro e junho deste ano foram 1.991 registros nas cidades do Vale contra 1.960 no mesmo período do ano passado (alta de 1,58%).

Regiões. Em números absolutos, os distritos policiais que atendem a zona sul de São José lideram os números de ocorrências envolvendo veículos.
No 3o DP, por exemplo, o semestre totaliza 144 registros de roubos e 245 de furtos de veículos. Já o 7o DP soma 62 casos de roubos e 160 de furtos de veículos.
Moradora do Campo dos Alemães, a dona de casa Helena Silva, 48 anos, foi uma das vítimas dos criminosos que agem na cidade.
“A sensação é horrível, ainda tenho medo de deixar em qualquer lugar”.
Presidente do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) Sul, o advogado Luiz Alves de Lima, 55 anos, disse que os números da região serão discutidos na próxima reunião da entidade.
“A região sul compreende a 47% da população de São José, com 93 bairros. Os números parecem maiores em razão desse contingente. Pedimos que os moradores se unam e registrem ocorrências como têm feito. Gostaríamos que os números fossem melhores, mas a nossa luta é diária”, afirmou Lima.

Especialista. Leando Piquet Carneiro, especialista em segurança pública, disse que os casos de roubos e furtos de veículos precisam ser avaliados e comparados com outras cidades do mesmo porte. “São dados interessantes e questionáveis. O furto de veículo pode variar de acordo com a tecnologia dos veículos, mas neste caso, a tendência é cair.”


Casos podem ter relação com fraudes no seguroSão José dos Campos
Para o delegado Seccional interino de São José dos Campos, José Henrique de Paula Ramos, o furto de veículos pode estar relacionado a fraudes no seguro.
"As oscilações das estatísticas ocorrem, principalmente em período de crise econômica. O furto de veículo está relacionado a fraude contra o seguro, a pessoa forja ter sido furtada para obter o valor do seguro. São casos complexos a serem investigados. Não é regra, mas acontece", afirmou.

Esquema. Ele ainda disse que a polícia investiga um esquema de envio de carros roubados e furtados em São José para zona leste de São Paulo.
“Este é um trabalho de inteligência e monitoramento, que exige novas estratégias na investigação", completou o delegado.
O comando regional da Polícia Militar foi procurado ontem por O VALE, mas não comentou o assunto.
Em reportagens anteriores, a Secretaria de Segurança Pública destacou a Lei dos Desmanches como um dos fatores que ajudou a reduzir as ocorrências envolvendo veículos no Estado.

 

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

 - Atualizado em 29/07/2015 12h26

Laudo aponta que 25% do teto da rodoviária de Taubaté pode desabar

Estudo mostra que parte das telhas estão comprometidas e podem cair.
Parte do teto caiu em fevereiro; Prefeitura estuda reforma para o local.


Do G1 Vale do Paraíba e Região


Rodoviária de Taubaté foi totalmente interditada (Foto: Bruno Pellegrine / TV Vanguarda)Rodoviária de Taubaté foi totalmente interditada no
fim de fevereiro (Bruno Pellegrine / TV Vanguarda)
Um laudo feito por uma empresa contratada pela Prefeitura de Taubaté aponta que 25% das telhas da Rodoviária Nova estão comprometidas e correm risco de cair. O terminal foi interditado em fevereiro deste ano após parte do teto desabar.
Desde o desabamento parcial do teto, guichês e comércios que funcionavam no local passaram a ser improvisados em contêineres na área do estacionamento. A secretaria de administração avalia atualmente as propostas de soluções para o local e também a elaboração de um processo de contratação de serviços.
A decisão do planejamento adotado para solucionar o problema deve ser anunciada até a próxima semana. Cada telha no local tem cerca de 20 metros de comprimento.
Queda do Teto
No dia 3 de fevereiro, a Defesa Civil informou que uma placa do telhado pré-moldado cedeu por volta das 23h no saguão do terminal. Ninguém ficou ferido.
No final do mesmo mês, o terminal foi totalmente interditado com a transferência de comerciantes e paradas de ônibus para contêineres no estacionamento. Na ocasião, a prefeitura anunciou a contratação de um laudo emergencial.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


- Atualizado em 29/07/2015 19h35

Justiça renova prisão de seis fiscais suspeitos de fraudar ICMS em SP


Justiça renova prisão de seis fiscais suspeitos de fraudar ICMS em SPJustiça renova prisão de seis fiscais suspeitos de fraudar...




@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@



29/07/2015 19h07 - Atualizado em 29/07/2015 19h43

Destroço achado no Oceano Índico parece de 777, dizem AP e CNN




@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

29/07/2015 11h56 - Atualizado em 29/07/2015 18h26

Terceirizados da LG protestam em frente à fábrica em Taubaté, SP

Manifestação reuniu 300 pessoas na manhã desta quarta-feira (29).
Trabalhadores da SunTech e Sigma pedem apoio da LG em negociações 


Do G1 Vale do Paraíba e Região

Protesto reuniu cerca de 300 funcionários terceirizados da LG. (Foto: Leandro Fonseca/Vanguarda Repórter)Protesto reuniu cerca de 300 funcionários
terceirizados da LG. (Foto: Leandro Fonseca/
Vanguarda Repórter)
Cerca de 300 funcionários de duas empresas terceirizadas da LG protestaram na manhã desta quarta-feira (29) em frente à fábrica emTaubaté (SP). O movimento foi organizado por trabalhadores da Sun Tech e da Sigma, ambas com sede em São José dos Campos.
Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, o protesto começou por volta das 6h. Os trabalhadores seguiram de ônibus até a unidade e se concentraram na porta da empresa.
Eles solicitam o apoio da LG na negociação do pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e na manutenção dos empregos.
Os trabalhadores da Sun Tech estão em greve há 23 dias e pedem aumento na PLR deste ano, inferior ao valor pago em 2014. Já os funcionários da Sigma pedem o pagamento da recisão de 30 demitidos e do fundo de garantia de 80 ex-funcionários.


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

29/07/2015 18h55 - Atualizado em 29/07/2015 21h02

Incêndio atinge 2 mil hectares de área verde na zona sul de Ribeirão Preto

Incêndio atinge 2 mil hectares de área verde na zona sul de Ribeirão PretoIncêndio atinge 2 mil hectares de área verde na zona sul de...


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

29/07/2015 18h02 - Atualizado em 29/07/2015 18h29

Enterrado no MA o corpo do jovem morto após aplicar hidrogel no pênis


Enterrado no MA o corpo do jovem morto após aplicar hidrogel no pênisEnterrado no MA o corpo do jovem morto após aplicar...


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


29/07/2015 19h25 - Atualizado em 29/07/2015 20h12

Veículo capota e deixa dois feridos perto de cemitério em São Luís

Veículo capota e deixa dois feridos perto de cemitério em São LuísVeículo capota e deixa dois feridos perto de cemitério em...

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

29/07/2015 17h43 - Atualizado em 29/07/2015 21h30
Dupla é presa com 175 kg de maconha na Anhanguera em Ribeirão Preto

Dupla é presa com 175 kg de maconha na Anhanguera em Ribeirão PretoDupla é presa com 175 kg de maconha na Anhanguera em...


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@




29/07/2015 20h07 - Atualizado em 29/07/2015 20h07

Homem que passou 17 anos preso injustamente é morto nos EUA

Alprentiss Nash foi inocentado de acusação de assassinato em 2012.
Ele foi morto a tiros durante discussão em Chicago, segundo a polícia.

Da AP

Alprentiss Nash em foto de 31 de agosto de 2012, dia em que deixou o Menard Correctional Center, em Chester, Illinois, após ser considerado inocente (Foto: E. Jason Wambsgans/Chicago Tribune via AP)Alprentiss Nash em foto de 31 de agosto de 2012, dia em que deixou o Menard Correctional Center, em Chester, Illinois, após ser considerado inocente (Foto: E. Jason Wambsgans/Chicago Tribune via AP)
Um homem de Chicago que ficou preso por homicídio durante 17 anos, mas depois foi inocentado, foi morto esta semana, de acordo com a polícia. Ele foi assassinado a tiros quase três anos após ser solto.
Alprentiss Nash, de 40 anos, foi baleado na terça (28) durante uma discussão em “algum tipo de transação” com seu agressor, segundo o porta-voz da polícia de Chicago, Anthony Guglielmi. Ele disse que o suspeito estava sob custódia e que aguardava indiciamento na tarde de quarta.

O gabinete de Medicina Legal do condado de Cook disse que Nash morreu após levar vários tiros.

Guglielmi disse que duas armas foram recuperadas, uma pertencente ao suspeito e a outra de Nash.

Nash foi condenado pelo assassinato, em 1995, de Leon Stroud, em Chicago, com base no depoimento de testemunhas, embora sempre alegasse ser inocente. Em 1997, ele foi condenado a 80 anos de prisão.

Ele foi libertado em agosto de 2012, depois que testes de DNA em uma máscara de esqui encontrada na cena do crime revelaram o perfil genético de outro homem.

Mais tarde Nash recebeu um certificado de inocência e uma indenização de mais de US$ 200 mil do estado. Um caso federal pendente de direitos civis contra a cidade de Chicago e o departamento de polícia será mantido em benefício do filho de 22 anos de Nash, disse a advogada Kathleen Zellner, que ajudou a libertá-lo.

Nash recentemente havia falado sobre se mudar para o sul, talvez para a Flórida ou Louisiana, porque não se sentia mais seguro em Chicago, disseram Zelnner e a mãe dele, Yvette Martin.

“Ele simplesmente queria sumir e sair daqui”, porque tinha medo de estar sendo visado por causa do dinheiro, segundo a advogada.

Martin disse que seu filho tinha frequentado uma escola de gastronomia e sonhava em abrir um restaurante, mas tinha dificuldades em manter um emprego por causa de sua prisão. Ela disse ainda que ele também falava em se mudar para a Louisiana e comprar gado com alguns primos, depois que seu caso na justiça fosse encerrado.

“Ele enfrentou todos esses obstáculos e então isso aconteceu”, lamentou a mãe.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


29/07/2015 17h30 - Atualizado em 29/07/2015 20h09

Garota de 13 anos nega à policia ter sido vítima de estupro coletivo em RR

Delegada diz que depoimento da menina não muda a linha de investigação.
'Tenho que parar de beber', disse garota; suspeitos serão intimados a depor.

Emily Costa e Inaê BrandãoDo G1 RR

"Com isso tudo aprendi que tenho que parar de beber", afirmou a jovem (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)'Com isso tudo aprendi que tenho que parar de beber' afirmou a menina após prestar depoimento à polícia (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)
A menina de 13 anos encontrada desacordada na RR-205 na terça-feira (28), em Boa Vista, negou ter sido vítima de estupro em depoimento à Polícia Civil na tarde desta quarta-feira.
Ela disse ainda não ter feito sexo com nenhum dos adolescentes suspeitos de participar do estupro coletivo do qual teria sido vítima.
A menina foi encaminhada ao Instituto Médico Legal para fazer exame de corpo de delito, e o resultado deve sair em 30 dias. A delegada-geral do estado, Haydèe Magalhães, disse que, mesmo com o depoimento da garota, a linha de investigação da Polícia Civil não vai mudar.
A jovem foi socorrida por policiais militares que disseram que ela aparentava embriaguez e que teria sido vítima de um estupro coletivo em um açude desativado do bairro Cidade Satélite, na Zona Oeste de Boa Vista.
Os policiais foram ao local, onde encontraram dois suspeitos, de 15 e 17 anos, que foram apreendidos. Segundo a delegada Eliane Gonçalves, responsável pela investigação, o mais jovem admitiu a participação no estupro com mais três adolescentes. Ela afirmou que a vítima teria sido abusada por mais de duas horas.
Não aconteceu nada. Caí na estrada porque bebi muito e só perdi a consciência naquela hora"

Garota de 13 anos achada deitada na 
RR-205
O jovem de 17 negou participação no crime. Após depoimento, os dois foram liberados. Até o momento, apenas dois dos quatro suspeitos foram identificados e ninguém está preso.




Versão
Logo após a menina receber alta e deixar o Hospital Geral de Roraima, ela e a mãe prestaram depoimento na Delegacia da Infância e Juventude (DDIJ).
Depois de falar com a polícia, a garota disse aoG1 que havia saído com nove amigos, sendo quatro meninas e cinco meninos, na tarde de terça. Todos eles foram para um sítio na região rural da capital.
"Não aconteceu nada. Caí na estrada porque bebi muito e só perdi a consciência naquela hora", disse a jovem, afirmando que só consumiu bebida alcoólica. "Comecei a beber neste ano e depois de tudo aprendi que tenho que parar de beber."
A questão de negar [o estupro] não influencia no caso. Ela pode ter tido uma recaída moral e estar mentindo. Então, só as investigações vão poder comprovar o que de fato aconteceu"
Haydèe Magalhães, delegada-geral do estado
A delegada-geral disse que a menina admitiu em depoimento que tinha bebido, mas negou ter perdido a consciência. A garota contou, segundo Haydèe, que todos que estavam na 'festa' no açude haviam consumido maconha e bebido cachaça.
"A vítima contou que eles estavam todos festejando e que não houve sexo entre eles", disse Haydèe em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta.
Linha de investigação
Segundo a delegada-geral, o fato da menina ter negado o ato não muda a "linha de investigação da Polícia Civil". "Faz alguma diferença, sim, mas a questão de negar não influencia no caso. Ela pode ter tido uma recaída moral e estar mentindo. Então, só as investigações vão poder comprovar o que de fato aconteceu", disse.
No depoimento, a garota disse que chegou acompanhada dos garotos ao açude. Segundo ela, todos tinham se encontrado em uma parada de ônibus próxima e seguiram a pé, com uma garrafa de cachaça, para o local onde teria ocorrido o estupro.
Segundo Haydèe, a polícia também vai tentar localizar quem vendeu a bebida para os adolescentes.
Garota estava deitada na RR-205 quando foi encontrada por uma mulher que passava pelo local (Foto: Arquivo pessoal)Garota foi encontrada deitada na RR-205
(Foto: Arquivo pessoal)
Desmaio
Sobre ter sido achada desacordada na RR-205, a garota disse que havia desmaiado na rodovia porque estava com fortes dores de cabeça.
"Ela disse que foi até lá caminhando e completamente consciente. No entanto, acabou desmaiando e disse ter ficado surpresa porque foi abandonada pelos adolescentes, que eram conhecidos dela", afirmou Haydèe.
A menina contou que estava há quatro dias morando na casa de uma amiga, porque tinha deixado de viver com a mãe. Era a segunda vez que ela saía de casa.
A delegada informou que os familiares não registraram Boletim de Ocorrência para relatar o sumiço da garota e, por isso, a polícia também vai investigar se houve negligência por parte da família.
A delegada-geral explicou que os dois adolescentes apreendidos nesta terça no açude não foram recolhidos por falta de provas "contundentes" contra eles. No entanto, todos os cinco envolvidos no caso ainda vão ser intimados para comparecer à delegacia e devem responder pelo ato.
'Estava preocupada', diz mãe
À reportagem, a mãe da menina afirmou que não via a filha desde sábado (25) quando a garota saiu de casa sem avisar para onde ia. Ela só reencontrou a menina na manhã desta quarta e não quis comentar sobre o suposto estupro.
"Fiquei muito preocupada. Chorei quatro dias e fiquei quatro noites sem dormir. Faz dois dias que não como. Mas hoje estou bem, graças a Deus", disse.
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


 - Atualizado em 29/07/2015 19h59

Bebê sobrevive a incêndio em SP após ser jogado pela janela

Bebê é salva de incêndio ao ser jogada de janela (Reprodução/TV Globo)
ZONA OESTE DE SP
Bebê é salva de incêndio ao ser jogada de janela
Dois morreram por causa do fogo

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

29/07/2015 21h27 - Atualizado em 29/07/2015 22h07

Desmanche de motos é descoberto em bairro da periferia de São Luís

Uma mulher foi presa durante a ação realizada nesta quarta-feira (29).
Dez motos foram apreendidas, uma delas com registro de roubo.

Do G1 MA

Na oficina a polícia encontrou várias motocicletas depenadas, com placas espalhadas pelo ambiente. (Foto: Divulgação/DRFV)Polícia encontrou várias motocicletas depenadas e placas espalhadas no ambiente. (Foto: Divulgação/DRFV)
Um desmanche de motos foi descoberto pela polícia na Cidade Olímpica, na periferia de São Luís, nesta quarta-feira (29). Durante a ação, os policiais da Delegacia de roubos e Furtos de Veículos (DRFV) prenderam Amanda da Silva Souza, de 23 anos, proprietária do ponto e de uma loja de peças de motos. 

Segundo a polícia, o local foi descoberto após denúncias anônimas. A polícia descobriu, também, que o dono da casa era também dono de uma oficina, onde possivelmente ele vendia as peças. As autoridades foram até a Avenida dos Agricultores e encontraram diversas carenagens de moto e diversas placas espalhadas pela oficina.
Amanda da Silva Souza, de 23 anos, foi presa durante operação (Foto: Divulgação/DRFV)Amanda da Silva Souza, de 23 anos, foi presa
durante operação (Foto: Divulgação/DRFV)
A polícia apreendeu, no total, dez motos, sendo uma em situação irregular, com registro de roubo.

O delegado Marcos Affonso Júnior, responsável pela operação, explicou que os investigadores localizaram o endereço após o roubo de uma moto na semana passada.
O marido e sócio da suspeita, identificado como George Alisson Pinto Araújo, 30, não foi localizado.

Amanda será autuada por  receptação, adulteração de identificação de veículo e posse ilegal de munição de uso permitido.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@





VÍDEO: delator da 'máfia do ISS' tem surto em SP (Reprodução/TV Globo)
ATAQUE DE FÚRIA
VÍDEO: delator da 'máfia do ISS' tem surto em SP
Ele vai responder por dano ao patrimônio.


@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Um bebê de 7 meses que estava sozinho em casa morreu durante um incêndio no bairro Recanto, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A mãe da menina, de 17 anos, foi até a casa da vizinha para buscar alguns alimentos e o celular que havia esquecido. A casa em que ela morava com a filha estava sem energia elétrica. Por isso, ela deixou uma vela acesa e, quando retornou, a casa estava em chamas. A mãe da criança tentou salvar o bebê, mas a menina já estava sem vida. De acordo com a polícia, a criança morreu por asfixia.
Agora, resta esperar as investigações para confirmar ou não a versão da mãe. Fato é que a criança, ainda mais sem luz na casa, não poderia ficar  sozinha, mesmo que por alguns minutos. Mas não podemos deixar de ressaltar que a pena maior para essa mãe já foi imposta. Ela perdeu a filha de 7 meses. No entanto, é um caso pra Justiça resolver. Triste perder um bebezinho tão novo e sob essas condições.
Espalhe por aí: WAGNER MONTES BALANÇA BRASIL RJ

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@






Um vídeo feito por um cinegrafista amador mostra um trem da SuperVia passando por cima do corpo de um homem estendido nos trilhos. O flagrante ocorreu no final da tarde desta terça-feira (28) nas imediações da estação Madureira, zona norte do Rio.
É inacreditável. Será que perdemos a compaixão pelo próximo? Mesmo sendo um cadáver exposto nos trilhos, é inadmissível que um funcionário da SuperVia tenha dado ordem para que o trem passasse por cima do corpo. Falta mais amor no mundo. Como eu sempre digo: eu vou morrer, mas não terei visto tudo.
Espalhe por aí: WAGNER MONTES BALANÇA BRASIL RJ
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


Um bebê de um ano e 10 meses teve a cabeça perfurada após ser agredido com uma tesoura por um homem na Rocinha, zona sul do Rio. Com uma barra de ferro, Milton Costa Silva também atacou a irmã do bebê, uma menina de dois anos, e a mãe das crianças, Aline Vanessa dos Santos, de 27 anos, que passou por uma cirurgia e está em estado estável. O suspeito do crime é vizinho da família e, segundo a polícia, teria envolvimento com drogas. Milton foi linchado por populares e morreu.
Que história cruel. O vizinho da família, aparentemente sem motivo, atacou mãe e filhos. Eu já disse isto mais de uma vez: sou contra fazer justiça com as próprias mãos. É claro que não tem perdão para o que este homem fez, mas também não é correto o linchamento. Que agora, onde ele estiver, pague pelo que fez e que o bebê se recupere o mais rápido possível.
Espalhe por aí: WAGNER MONTES BALANÇA BRASIL RJ

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


LEITURA DINÂMICA  REDE TV 




@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@





@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@



LEITURA DINÂMICA  REDE TV 
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@